top of page

VÍDEO 7. PROBLEMAS DAS FORMAÇÕES EM COACHING



O coaching, embora não regulamentado, demanda uma formação sólida e baseada na ciência para evitar intervenções superficiais, alertando para possíveis falhas éticas, como apontado por Eduardo Berne. A evolução do coaching desde os anos 1950 trouxe modificações e ampliações em sua aplicação, mas também equívocos teóricos e metodológicos, agravados pela falta de regulamentação e base curricular comum. Algumas formações em coaching apresentam uma mistura incoerente de ciências da mente e do comportamento, popularizando conceitos como psicologia positiva de forma simplista. Isso resulta em profissionais com conhecimentos fragmentados e técnicas dissociadas das teorias, dificultando a condução coerente de processos de mudança. A falta de método decorrente dessa composição confusa amplia os desafios na prática e formação de coaches, ressaltando a importância de evitar fórmulas mágicas sem embasamento científico e metodológico, conforme ressaltado pelos psicólogos.

Kommentare


bottom of page